Assinatura RSS

Eleitor de perfil mais conservador vai definir 2° turno e baixaria marca campanha em Curitiba

Publicado em

A campanha eleitoral entra na reta final com uma busca acirrada pelo voto do eleitor indeciso. Pesquisas dos institutos Opinião e Ibope –  divulgadas nesta semana – apontam para uma pequena vantagem do candidato Ney Leprevost(PSD) e com Greca (PMN) correndo logo atrás, como numa corrida de cavalos, cabeça a cabeça. Um dado da disputa no momento, é o ‘vale tudo eleitoral’, com uma baixaria correndo solta nos dois lados da campanha

Resultado de imagem para fotos dos dois patetas

 

A disputa entre Greca e Leprevost está se transformando num ‘vale tudo’ eleitoral: com dedo no olho, chute nas partes íntimas, xingamentos e cusparadas. Baixaria que ocupa também o tempo dos programas eleitorais no rádio e na televisão. Além de materiais apócrifos divulgados pelos dois lados.

É a velha forma de fazer política. Ao invés de propostas e do debate programático, os dois grupos políticos que disputam o segundo turno partiram para um processo mútuo de desconstrução.

No plano político, os dois candidatos representam os mesmos interesses dos grupos dominantes da cidade. Os guichês dos financiadores de campanha também são os mesmos.

A população de Curitiba, depois da experiência pífia da gestão Fruet(PDT), tem diante de si uma difícil opção de voto. Tanto Greca, apoiado pelo governador Beto Richa(PSDB), como Leprevost, que conta com os apoio de Ratinho Jr e de setores da atual administração municipal, não representam nenhuma perspectiva de mudança positiva nos rumos da cidade.

Ambas candidaturas enveredaram para um tipo de campanha marcada pela demagogia, um sem fim de promessas irrealizáveis, o que pode levar para um aumento do fenômeno do abstencionismo,  já verificado no primeiro turno.

O apelo para o baixo instinto das campanhas tenta atrair um voto de perfil mais conservador, um eleitor mais convencional, afastando faixas do eleitorado mais jovens e de camadas médias.

Nem Greca nem Leprevost parece ser, cada vez mais, a melhor opção. Nenhum dos candidatos conquistou os curitibanos. Até mesmo quem optou por votar o faz sem grande esperança na capacidade de realização e de compromisso dos candidatos Greca e Leprevost.

********

Veja as pesquisas do Ibope e do Instituto Opinião

Confira os números da pesquisa do Ibope divulgados nesta sexta-feira(21):

Ney Leprevost, 44%, Rafael Greca, 39%, brancos/nulos, 12%, não sabem, 5%. Nos votos válidos,  Leprevost fica com 53% e Greca, 47%.

Votos totais (estimulada):
– Ney Leprevost (PSD): 44% (pela margem de erro, entre 41% e 47%)
– Rafael Greca (PMN): 39% (entre 36% e 42%)
– Branco/nulo/nenhum: 12%
– Não sabe/não respondeu: 5%

Votos totais (espontânea):
– Ney Leprevost: 37% (pela margem de erro, entre 34% e 40%)
– Rafael Greca: 33% (entre 30% e 36%)
– Branco/nulo/nenhum: 16%
– Não sabe/não respondeu: 13%

Votos válidos (estimulada):
– Ney Leprevost: 53% (pela margem de erro, entre 50% e 56%)
– Rafael Greca: 47% (entre 50% e 44%)

Expectativa de vitória (sem considerar a intenção de voto):
– Ney Leprevost: 44%
– Rafael Greca: 43%
– Não sabem/não opinaram: 13%

 

A pesquisa ouviu 805 eleitores entre 18 e 20 de outubro; margem é de 3 pontos. Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo PR-08766/2016. O levantamento foi encomendado pela RPC.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Segundo o Ibope, isso significa que, considerando a margem de erro, a chance de o resultado retratar a realidade é de 95%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

__________________________________________

Confira os números da pesquisa do Instituto Opinião divulgados na quarta-feira(19)

Segundo o Instituto Opinião, Ney Leprevost (PSD) teria 54% dos votos válidos e Rafael Greca(PMN) 46%.

Na estimulada — com brancos, nulos e indecisos –, Ney tem 39,25% das intenções de voto; Greca obtém 33,46%. Os eleitores que afirmam votar branco ou nulo somam 13,53%. Os indecisos são 11,02%, enquanto os eleitores que disseram que não sabem – ou que preferiram não opinar – representam 2,74%. De acordo com o Instituto Opinião, Greca é o mais rejeitado 19,55% ante 6,80% de Ney.

O Instituto de Pesquisa Opinião ouviu 1.200 eleitores, de 10 regiões da cidade, entre os dias 15 e 17 de outubro. A margem de erro é de 2,83% para mais, ou para menos. O nível de confiança é de 95% – ou seja, considerando a estimativa de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação PR-01761/2016.

 

grafico1

grafico2

grafico3

 

Com informações: RPC e Band News

Anúncios

Manifeste-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: