Assinatura RSS

Militantes fazem abaixo-assinado pela convocação de um congresso extraordinário do PT

Publicado em

Militantes de diversas procedências e correntes internas do Partido dos Trabalhadores(PT) encabeçam ‘Apelo por um Congresso Extraordinário’ da legenda, que sofre um cerco político e judicial de setores do Estado brasileiro. A escalada de criminalização objetiva a proscrição do partido e a prisão do ex-presidente Lula. No Tribunal Superior Eleitoral(TSE), presidido por Gilmar Mendes, é operado um conjunto de penalidades ao partido. Várias iniciativas estão programadas pela militância petista até a data da realização da próxima reunião do Diretório Nacional, marcada para 10 de novembro. Confira o documento

Resultado de imagem para fotos do PT anos 80

Mais do que nunca é necessário reatar os laços com a nossa base histórica, a classe trabalhadora

Apelo por um Congresso Extraordinário: O PT está ameaçado. É urgente um Congresso que dê a palavra aos militantes

O resultado eleitoral, com a perda de 10 milhões de votos, é um sintoma da grave ameaça de destruição que ronda o PT. Existem as ações que vêm do judiciário, em conluio com a grande imprensa, que promovem uma perseguição seletiva ao partido tentando criminalizá-lo e colocá-lo na ilegalidade. Mas o mais ameaçador é a perda de nossa base social. Uma base social que em sua grande maioria optou pela abstenção, votos brancos e nulos nas eleições municipais e que em muitas cidades do país levou ao primeiro lugar o “voto em ninguém”.

As oligarquias econômicas e políticas promoveram um golpe aproveitando-se das frustrações com o PT no governo, com a política de alianças amplas e a renúncia em avançar as reformas estruturais de base que iam de encontro às aspirações sociais dos trabalhadores, dos jovens, e da maioria do povo. O grande capital, por intermédio do governo golpista e ilegítimo de Temer, e com a colaboração de um Congresso Nacional extremamente impopular, busca agora pôr em prática uma política de austeridade e de regressão social avassaladora, através da entrega do pré-sal às multinacionais, da PEC 241, da MP 476, dos ataques aos direitos trabalhistas e previdenciários.

Os direitos democráticos e civis estão sendo atacados a cada dia. Ainda há tempo do PT sair dessa crise que o ameaça de existência se for capaz de abandonar a “velha” política que o levou a essa situação. Só há uma saída para a sobrevivência do partido: voltar a ser um instrumento de organização e luta dos trabalhadores da cidade, dos sem-terra, dos jovens, dos oprimidos do país pela satisfação de suas reivindicações e aspirações por soberania e direitos.

O primeiro passo nessa via é a convocação pelo Diretório Nacional, que se reunirá em 10 de novembro, de um Congresso Extraordinário do partido a se realizar no mais curto espaço de tempo, preferencialmente esse ano. Um Congresso onde seja dada a palavra aos militantes e os delegados sejam eleitos em encontros eletivos desde a base. Um congresso que tome nas mãos as mudanças de rumo e eleja uma nova direção capaz de reconduzir o partido ao seu caminho de um partido de trabalhadores. Para conduzir o partido e a preparação do Congresso Extraordinário a Direção Nacional deve indicar uma nova Comissão Executiva Extraordinária, composta de todas as correntes nacionais, capaz de assegurar o funcionamento e o engajamento do PT nas lutas sociais e políticas em curso contra as investidas do governo golpista de Temer.

Lançam este apelo:

Santa Catarina: Lino Fernando Bragança Peres (vereador reeleito em Florianópolis), Antônio L. Battisti (candidato a prefeito em S.José); Murilo Silva (mandato do dep.estadual Padre Pedro); Manoel C. Andrade (arquiteto, func.público aposentado – Florianópolis); Luiz Hamilton de Moura Ferro (exdirigente sindical bancário, aposentado da CEF- Florianópolis), Johnson G.Homem (advogado, Florianópolis), Silvia Agostini (jornalista, filiada em Joinville).

Paraná: André Machado (candidato a vereador em Curitiba), Cleiton Damasceno do Carmo (candidato a prefeito em Sarandi), Paulo Antunes (dirigente sindical petroquímico, candidato a vereador em Araucária), Márcio Nikoska (candidato a vereador, dirigente sindical bancário,Curitiba), Cláudio Ribeiro (adv.trabalhista, fundador do PT- Curitiba), Ana Busato (dirigente sindical bancária- Curitiba), Luis Beto Olivera, Gringo (atua no mov.popular por moradia- Curitiba), Mariza Stédile (DM -Curitiba), Tarso Violin (advogado, professor e blogueiro), Anísio G. Homem (escritor, tradutor, ex-dirigente estadual – Curitiba), Darli de Fátima Sampaio (militante PT Curitiba, DZ Matriz), Emmanuel Appel (candidato a governador em 86, prof.universitário), João Paulo Mehl (militante coletivo soylocoporti, intervozes, PT Curitiba DZ Matriz), Anízio Donizete da Silva (PT Curitiba, DZ Cajuru), Milton Alves PT Curitiba (consultor sindical e blogueiro – DZ Matriz  – Curitiba), Edison Taques (Psicólogo, func.público Pinhais), Rachel Callai Bragatto (coletivo soylocoporti e intervozes, pesquisadora da área da comunicação, PT Curitiba DZ Matriz), Firmino José Torres Ribeiro (PT Curitiba, DZ Matriz), Geraldo Staub ( advogado, militante PT Curitiba, DZ Matriz), Mônica de O. Giovannetti (ex-dirigente da CUT-PR, func. Pública aposentada, DZ Matriz), Marina de Godoy (professora municipal, Curitiba), Gabriel Stahl Reese Frigo (DZ Santa Felicidade – Curitiba), Vagner José Cordeiro (PT Curitiba), Educadores estaduais filiados: Ney Jansen (Comitê CEP contra o golpe/Fora Temer, PT Curitiba DZ Matriz), Adriano Hohmann (filado ao PT-PR), Maria Tereza Salomão (PT Curitiba), Rodrigo Rossi (PT Ponta Grossa), Edmilson Rodrigues da Silva (militante APP, PT DM Apucarana-PR), Eryimar Fabiano Bortot (candidato a vereador, PT Curitiba), Cláudia S. Caramez (DZ Matriz Curitiba), Márcia Amaral Pontes de Lima (PT Curitiba), Educadores estaduais eleitores e simpatizantes: Donizete Camilo Soares (Curitiba), Michele Rodrigues de Lima (Curitiba), Donizethe Aparecido Barbosa (Curitiba), Guilherme Bruni (estudante CEP,Curitiba, simpatizante).

São Paulo: Raquel Foresti (professora, DZ Vila Prudente)

Novas adesões  – Nome Diretório – e-mail ou fone contato

Anúncios

Uma resposta »

  1. Quero assinar urgente, João Colbert Bello.

    Curtir

    Responder

Manifeste-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: