Assinatura RSS

Primeiro Fórum Europeu da Economia Social e Solidária

Publicado em

No dia 28 de Janeiro realizou-se, no Parlamento Europeu em Bruxelas, o primeiro Fórum de Economia Social e Solidária, com a participação de mais de 270 pessoas. Foi uma iniciativa do GUE/NGL que contou, na sua organização, com deputados de 8 países. Marisa Matias foi a única eurodeputada portuguesa a participar na organização.

O primeiro Fórum Europeu da Economia Social e Solidária realizou-se a 28 de Janeiro de 2016 e teve a participação de mais de 270 pessoas.

Por Carmo Bica* – Via Esquerda.Net

Realizaram-se 4 conferências e 9 workshops temáticos que envolveram 274 pessoas. Fizeram-se representar 49 organizações e 5 redes europeias de 14 países europeus, do Brasil e do Canadá.

Na sessão de abertura, Miguel Urbán (eurodeputado do GUE/NGL – Podemos) valorizou o processo de debate alargado que decorreu ao nível europeu e que serviu para preparar o Fórum e para perspetivar o futuro. Considerou o eurodeputado que o Fórum não é um evento, mas sim um processo que irá continuar, prevendo-se o II Fórum Europeu da Economia Social e Solidária para o próximo ano.

Referiu-se à Economia Social e Solidária como um “setor que mostrou enorme capacidade para resistir à crise económica e financeira e às políticas europeias austeritárias e que gera bem-estar social, cria emprego de qualidade, respeita o ambiente e promove o empoderamento dos mais excluídos”.

Miguel Urbán disse ainda que “o sistema económico atual é predador das pessoas e do ambiente e é preciso criar modelos estratégicos que nos envolvam a todos para o desenvolvimento sustentável”.

Para o eurodeputado do Podemos “basta de sacrifícios para concentrar cada vez mais o capital predador, estando nas nossas mãos que a economia social e solidária possa colocar um grão de areia para suster este sistema, trabalhar em conjunto e construir coletivamente um mundo alternativo e recuperar os espaços que nos foram roubados pelo capital predador”.

As principais intervenções no Fórum, como as de Jean- Louis Laville, Sílvia Ferreira, Rogério Roque Amaro, Ricardo Petrella, Alain Arnaut e José Luis Monzón, apontaram a economia social e solidária como um modelo económico e social alternativo ao sistema capitalista e neoliberal.

O período de crise na Europa e as severas políticas de austeridade sobre alguns países, nomeadamente Grécia, Portugal, Espanha e Irlanda, mostram a capacidade de resiliência e de resposta das organizações da economia social e solidária. Importa, por isso, trazer para a agenda política europeia este tema.

A relação difícil entre a economia social e solidária e os novos programas europeus de promoção da inovação social foi especialmente referida por Sílvia Ferreira, da Universidade de Coimbra, de que é exemplo o programa piloto europeu “Portugal Inovação Social”.

Um grupo de jovens lançou uma petição para que o ano de 2018 seja declarado Ano Europeu da Economia Social e Solidária.

Da Grécia veio um pedido de apoio para a definição de uma estratégia que permita ao povo grego comprar a sua própria companhia de águas, para evitar a privatização imposta pela Troika.

Nos diversos workshops foram apresentados inúmeros e diversos casos de boas práticas de intervenção da economia social e solidária.

Portugal fez-se representar por uma delegação composta por 12 pessoas de 7 organizações da ESS e dois investigadores, do ISCTE e do CES. A Animar apresentou no Fórum a proposta de criação de Observatórios dos Bens Comuns à escala nacional que se articulassem ao nível europeu num organismos junto do Parlamento Europeu.

 
*Engenheira agrícola, presidente da Cooperativa Três Serras de Lafões
Anúncios

Manifeste-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: