Assinatura RSS

Direito à cidade: Movimento Popular por Moradia ocupa dois terrenos na Cidade Industrial de Curitiba – CIC

Publicado em

Cerca de 600 famílias de trabalhadores sem-teto organizados pelo MPM – Movimento Popular por Moradia, que faz parte da Frente Nacional de Movimentos Resistência Urbana– ocuparam dois terrenos vazios na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

O alto custo de vida, decorrente da constante elevação das taxas de inflação no preço dos aluguéis e dos imóveis, aliado ao aumento do desemprego (em especial, na indústria) e à diminuição da atividade econômica, simplesmente têm impedido o acesso à moradia digna por grande parte da população dos bairros mais pobres de Curitiba e Região Metropolitana.

Soma-se a isso o grande atraso no início do programa Minha Casa Minha Vida 3, do governo federal, originariamente prometido para julho de 2014, adiado em seguida para janeiro de 2015 e que permanece sem data para sua efetiva implantação.

Ocupações

As novas ocupações do MPM são ambas próximas da Ocupação Nova Primavera, que o movimento organiza desde setembro de 2012.

A primeira delas, denominada Ocupação 29 de Março, foi realizada ainda no final do mês passado, em área contígua à Nova Primavera, na Estrada Velha do Barigui, pouco adiante da fábrica da Toshiba. Conta, atualmente, com cerca de 300 famílias.

Na madrugada desta sexta (17/04) cerca de 400 famílias ocuparam nova área, esta de 145.200 m², localizado na Rua dos Palmenses, 3721. A ocupação foi batizada com o nome Tiradentes, mártir da Inconfidência Mineira e herói nacional.

O terreno há muito tempo se encontrava completamente abandonado. Consta que o proprietário está em falência desde 2009 e que o terreno possui uma série de dívidas de IPTU dos anos de a 2012. O terreno também já foi pego abrigando ilegalmente lixo e resíduos perigosos do aterro privado Essencis, colocando em risco o meio ambiente e a saúde pública.

Reivindicação

O MPM reivindica uma política habitacional definitiva para atender as centenas de famílias que realizaram as duas ocupações, com a destinação dos terrenos para moradias populares, assim como serviços públicos de qualidade no bairro para beneficiar o conjunto da comunidade. Os imóveis serão melhor utilizado abrigando famílias que esperam há muito tempo uma resposta do poder público para o déficit habitacional de Curitiba.

Ao mesmo tempo, o movimento reivindica maior celeridade na consumação do projeto habitacional Nova Primavera, há muito negociado e acordado com o poder público municipal, mas que ainda se vê embaraçado pela lentidão burocrática que, infelizmente, caracteriza o Estado brasileiro.

As famílias vão permanecer nos locais até haver alguma negociação e as famílias consigam sua moradia digna que é um direito Constitucional e Democrático.

Enquanto morar for um privilégio, ocupar é um dever!

 Fé na luta e pé no chão!

 IMG_1194IMG_1195

Serviço:

Ocupação 29 de Março

Estrada Velha do Barigui, perto da fábrica da Toshiba.

Ocupação Tiradentes

Rua dos Palmenses, 3721.

MPM – Movimento Popular por Moradia

Frente Nacional de Resistência Urbana

Contatos: Fernando – 991 9274 – Sylvia – 9809 7124 – Paulo – 8437 3029

Fonte: MPM

Anúncios

Uma resposta »

  1. Pingback: Direito à cidade: Movimento Popular por Moradia ocupa dois terrenos na Cidade Industrial de Curitiba – CIC | psiu...

Manifeste-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: