Assinatura RSS

Complexo de V Comarca e o fim do feriado de 19 de dezembro

Publicado em

A lamentável,  infeliz – e improvisada – decisão dos deputados de acabar com o feriado de 19 de dezembro, data que marca a emancipação política do estado, é reveladora do despreparo e mesquinhez das atuais elites políticas e econômicas que dirigem o Paraná.

images

Será que faltou um Borba Gato na história do Paraná?

Uma visão limitada e curta foi esgrimada para defender o fim da data magna. Segundo a representação institucional do empresariado nativo – a Fiep – a manutenção do feriado acarreta custos econômicos e laborais, portanto, a sugestão acatada pela Alep e o governo do estado foi extinguir o feriado.

Uma decisão desse tipo seria impraticável num parlamento gaúcho, paulista ou pernambucano, por exemplo. As datas cívicas e as efemérides que marcaram a formação das citadas unidades federativas são reverenciadas com muita tradição e forte apelo de identidade e pertencimento. Nem a poderosa Fiesp, por exemplo, reúne condições para propor o fim do feriado de 09 de julho, data da chamada “Revolução Constitucionalista”, evento tão caro aos brios das elites bandeirantes.

O coveiro do feriado de 19 de dezembro foi o deputado Rossoni(PSDB). Ele apresentou o projeto 542/2014, seguindo as ordens do patronato paranaense.  Apenas seis deputado votaram contra o projeto. O governador Beto Richa(PSDB) já sancionou a lei.

Nesta sexta-feira (19) “simbolicamente” voltamos a sentir os efeitos do complexo de V Comarca de São Paulo.

Anúncios

Manifeste-se!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: