Assinatura RSS

Arquivo do mês: abril 2013

1° de Maio: centrais sindicais mobilizam trabalhadores em todo país

Publicado em

As centrais sindicais – CTB, Força Sindical, Nova Central e UGT realizam o 1° de  Maio Unificado em São Paulo. No centro do ato a defesa da CLT, que completa 70 anos em 2013. Além disso, o evento reforçará as bandeiras de luta unitárias  apresentadas na 7ª Marcha a Brasília das centrais sindicais realizada no mês de março.

A extensa programação terá início a partir das 7h, na Praça Campos de Bagatelle, na Zona Norte de São Paulo.

Além da festa, dos sorteios e da confraternização o Primeiro de Maio Unificado 2013 é a reafirmação da unidade destas centrais sindicais, unificadas na luta por:

• Jornada de 40 horas semanais sem redução de salários
• Fim do fator previdenciário
• Reforma Agrária
• Igualdade de oportunidade entre homens e mulheres
• Política de valorização dos aposentados
• 10% do PIB para Educação
• 10% do Orçamento para Saúde
• Correção da Tabela do Imposto de Renda
• Ratificação da Convenção da OIT 158
• Regulamentação da Convenção da OIT 151
• Ampliação do Investimento Público

———————————————————————————————————————————————————-

Rumo ao 1º de Maio: governo nos deve uma resposta e vamos para cima cobrar, afirma presidente da CUT

Vagner Freitas, presidente da CUT

Vagner Freitas, presidente da CUT
No dia 6 de março, uma marcha unificada das centrais sindicais e dos movimentos sociais levou mais de 50 mil pessoas a Brasília para fazer avançar no Executivo e no Legislativo uma pauta de reivindicações com 11 itensSem resposta do governo federal, a classe trabalhadora voltou às ruas de todo o país, dessa vez com mais um ponto na agenda: o combate ao substitutivo do deputado federal Roberto Santiago (PSD-SP) ao Projeto de Lei (PL) 4330/2004, de autoria de Sandro Mabel (PMDB-GO), que amplia a terceirização e representa um imenso retrocesso à organização dos trabalhadores. Clique aqui para conhecer a pauta completa.
Ainda sem contraproposta às reivindicações, a CUT elevará o tom neste 1º de Maio e utilizará o Dia Internacional do Trabalho para unificar as bases em defesa de avanços para quem faz a economia girar, conforme destaca o presidente da Central, Vagner Freitas.“O governo tem obrigação de abrir um processo de negociação. Não podemos aceitar que não dê respostas à classe trabalhadora ou implemente políticas sem dialogar com as centrais. Não há nenhuma sinalização de negociação e vamos preparar nossos trabalhadores para intensificar a mobilização e discutir a estratégia para ampliar a luta unificada.”Redução da jornada, fator previdenciário e terceirizaçãoDe acordo com o dirigente, a redução da jornada para 40 horas semanais sem redução de salário, o fim do fator previdenciário e o combate ao PL 4330/2004 da privatização são prioridade na agenda.

Freitas alerta que o último ponto, por representar uma reforma trabalhista disfarçada ganha ares de urgência. Caso seja aprovada, a medida rasga a Consolidação das Leis Trabalhista ao liberar a terceirização para atividades fim (a atividade primordial da empresa) e acaba com a responsabilidade solidária.

“A terceirização, que é proibida atualmente para a principal atividade da empresa, pode ser completamente liberada e poderemos ter empresas sem nenhum funcionário, o que precariza completamente as relações trabalhistas e a organização sindical. Além disso, não teremos mais a responsabilidade solidária, ou seja, mesmo que a terceirizada não cumpra com suas obrigações trabalhistas, a tomadora de serviço não precisar arcar com qualquer responsabilidade. Isso é uma forma de empresários desonestos terem lucro fácil”, comenta.

O presidente alerta que a CUT denunciará publicamente os parlamentares que votarem a favor do PL.

“Vamos fazer uma articulação no Congresso Nacional e usaremos todos os nossos meios para mostrar quem traiu a classe trabalhadora.

Mais terceirização, democratização da comunicação e reforma política – Os trabalhadores que participarem dascelebrações do 1º de Maio poderão também lutar contra o PL 4330/2004 assinando um abaixo assinado que pode ser impresso aqui ou eletronicamente aqui.

A CUT também irá colher assinaturas para a campanha do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), organização da qual a Central faz parte, pela constituição de um marco regulatório para o setor. E para a campanha pela reforma política, que prevê avanços como o financiamento público de campanha e a ampliação da participação das mulheres no pleito.

Para participar, conheça abaixo a programação:

PROGRAMAÇÃO DO 1º DE MAIO NOS ESTADOS

ACRE
29 e 30/4: Panfletagem no comércio, serviços públicos, canteiros de obras, educação
1/5: Panfletagem nas ruas

ALAGOAS
Integrará Jornada de Lutas em Defesa de Alagoas, com objetivo de denunciar o descaso do governo do Estado em áreas prioritárias como educação, saúde e segurança pública.

AMAPÁ
Ato público dia do trabalhador e da trabalhadora- local: Praça Veiga Cabral.

Dia 30/04 a partir das 8h. Pauta: Piso nacional, carreira e valorização dos profissionais da Educação; PEC -111; Reforma Política; Plano de carreira para os servidores municipais; Saneamento de qualidade; desmonte da Eletronorte; Federalização da CEA; Ascensão Funcional- Servidor Publico; Terceirização / flexibilização de direitos- PL 4330; Pagamento de adicional de risco de vida aos vigilantes; transversalidade de gênero e raça nas políticas; garantia de previdência, políticas sociais universais dignas no meio rural.

AMAZONAS
Ato de Rua de 30/4, a partir das 16 horas, com distribuição de boletim, camisetas, panfletagem, no Centro Comercial de Manaus. Com Carro de Som.

BAHIA
Desenvolvimento, cidadania e valorização do trabalho no 1° de Maio da CUT-BA, com Mariene de Castro, no Pelourinho.

Ato político, apresentações culturais e comercialização de alimentos e produtos em geral da economia solidária.

As atrações terão início às 14h, com apresentações musicais no Terreiro de Jesus. A Praça Quincas Berro D`água será destinada a uma praça de alimentação e comercialização de produtos da economia solidária.

CEARÁ
Em Fortaleza, a Central irá entregar à Federação dos(as) Trabalhadores(as) do Ceará (Fetraece) cheque simbólico das doações de água potável. A meta é coletar, até o dia 1º de maio, 15 mil litros, que serão encaminhados aos representantes dos trabalhadores (as) do campo dos municípios em racionamento de água. As doações podem ser feitas na sede da CUT-CE, na Rua Solón Pinheiro, 915, bairro José Bonifácio, em Fortaleza.

A proposta é interiorizar as ações da CUT no Ceará. Na região do Cariri, o Sindicato dos Comerciários/CUT promove, a partir das 08 horas da manhã, no Clube do Comerciário, em Juazeiro do Norte, momento festivo com os trabalhadores.

Em Crateús/ Inhamuns, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais  de Ararendá/ CUT realiza, a partir das 7 horas, Feira da Agricultura Familiar, onde serão vendidos produtos feitos pelos  agricultores.

Na região Norte, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Icó/CUT promove, às 8 horas, caminhada com saída na sede do sindicato e com destino à Igreja São José. Os comerciários de Iguatu vão participar de passeio ciclístico, às 8 horas, e em seguida de momento festivo com campeonato de futebol e apresentações musicais.

No Maciço de Baturité, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aracoiaba promove caminhada pelas ruas do município. Na região Norte, os rurais também participam de caminhada em Sobral.

No Sertão Central, no dia 30 de abril (terça-feira), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Quixadá lança a campanha de coleta de água potável no município. As arrecadações vão acontecer durante todo o mês de maio. E no dia 1º, os trabalhadores vão participar de café da manhã na entidade. No Vale do Jaguaribe, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais realiza caminhada e oferece à população serviços de saúde, na praça principal.

DISTRITO FEDERAL
De 24/4 a 31/5: Plenárias da Classe Trabalhadora nas cidades do Entorno de Brasília, no DF (Ceilândia, Brasília)

24/4 – Cidade Ocidental
25/5 – Planaltina de Goiás
5/6: Assembleia Geral da CUT no Setor Bancário Sul com a Classe Trabalhadora

ESPÍRITO SANTO
Programação do 1º de Maio:

9 horas: Concentração na Praça dos Namorados (Praia do Canto – Vitória)
10h30 – Início da caminhada do Trabalhador e da Trabalhadora pela Orla da Praia de Camburi
12h: Abertura oficial do evento
14h: Show com o Grupo Dallas Company
15h30 – Ato político com lideranças sindicais e do movimento popular e autoridades
16 h – Grande show com a banda Macucos

GOIÁS
Praça do Trabalhador – situada à Avenida Independência, no Centro – , a partir das 9 horas. Estão previstas ações sindicais e de cidadania, ato público com entidades sindicais da base CUTista e shows com artistas locais e nacionais.

Às 17 horas está previsto um Ato Público com sindicatos e movimentos sociais, com os shows começando a partir das 18 horas.

MARANHÃO
Ato na praia do Calhal, com foco nos eixos:

. Falta de saneamento básico (praias sem condições de banho)
. Falta de segurança pública
. Transporte público

MATO GROSSO DO SUL
1/5: 13 h na Praça do Rádio (aguardando autorização da Prefeitura para shows com artistas regionais)

MINAS GERAIS
“Nosso 1º de Maio é de Luta” será o mote das celebrações em Minas, que lembrará três das maiores atrocidades cometidas contra a classe trabalhadora em Minas Gerais: o Massacre de Ipatinga, a Chacina de Unaí e o Massacre de Felisburgo.

30 de abril
8h30 – II Colóquio de Saúde do Trabalhador – Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais – Avenida Olegário Maciel, 2.161, Bairro de Lourdes, Belo Horizonte/MG

14h – Audiência Pública em Memória das Vítimas de Acidentes do Trabalho e Homenagem a Sérgio Miranda “Lutador pela Saúde dos Trabalhadores de Minas Gerais” – Espaço Público e Cultural da Assembleia Legislativa (Plenarinho) – Rua Rodrigues Caldas, 30, Bairro Santo Agostinho, Belo Horizonte/MG

1º de maio: 8h – Celebração na Praça da Cemig – Cidade Industrial – Contagem/MG
15 de maio:Julgamento de Adriano Chafik, mandante e réu confesso do Massacre de Felisburgo – Belo HorizonteDebates

11 de maio: Rotatividade, Convenção 158 e precarização do trabalho – Uberlândia/MG
15 de maio: Política de Parcerias Público-Privadas – Sindicato dos Metalúrgicos de BH/Contagem – Rua Camilo Flamarion, 55, Jardim Industrial, Contagem/MG
18 de maio: Redução da jornada de trabalho – Varginha
25 de maio:9h – Reforma da Previdência – Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Juiz de Fora – Rua Farmacêutico Vespasiano Pinto Vieira, 46, Centro, Juiz de Fora/MG
28 de maio:Criminalização das lutas sociais – Assembleia Legislativa de Minas Gerais – Rua Rodrigues Caldas, 30, Bairro Santo Agostinho, Belo Horizonte/MG

Ainda serão definidos datas e locais dos debates “Siderurgia e Conjuntura Econômica”, em Ipatinga, e “O impactos da mineração”, em Montes Claros.

PARÁ
Ato unificado com as Centrais, com panfleto a ser distribuído, convidando os militantes e sindicatos para participação. Concentração a partir das 8h na Praça do Operário de São Brás. O trio elétrico sairá às 10h em direção a Av. Magalhães Barata e segue até Av. Presidente Vargas, onde será finalizada ao Bar do Parque.

PARAÍBA
30/4: Ponto do Cem Réis (Centro) Show Musical Tom Oliveira, a partir das 19 horas

PERNAMBUCO
Dia 30/4: Concentração em frente à FETAPE, sai em passeata às 14 horas, concluindo em frente à Assembleia Legislativa.

5/5: Pedalada com todas as Centrais Sindicais em direção ao Hotel Caiçara

PIAUÍ
Sessão Solene em Homenagem ao Dia Internacional do Trabalho – 1º de Maio, na Câmara de Vereadores de Teresina – PI, às 9h

Participação da CUT nas Atividades Comemorativas ao Dia do Trabalhador realizadas pelas entidades sindicais filiadas, e divulgação de mensagem aos trabalhadores piauienses pela passagem desta data, nos meios de comunicação.

PARANÁ
Diversas atividades ocorrerão paralelamente em todo o Estado. Em Curitiba, concentração no Largo da Ordem pela manhã.

RIO DE JANEIRO
30/4, das 14h às 16h: Na Cinelândia, festa promovida pela CUT-RJ e entidades filiadas: rodas de samba, chorinho, teatro e poesia.

RIO GRANDE DO NORTE
Integrará grande Ato da Região Nordeste relativo à Seca e Desenvolvimento do Nordeste

RIO GRANDE DO SUL
Das 9h às 18h, mobilização no Parque Mascarenhas de Moraes Bairro Humaitá / Farrapos

RORAIMA
Semana do Trabalhador, com o tema Trabalho Decente: Desenvolvimento, Cidadania e Valorização do Trabalho.

Dia: 29/04/2013 – Fórum de Debate
Horário: 17 às 19 horas
Local: STIURR

Temas:
Desenvolvimento energético regional: Movimento Puraké e CERR
Terceirização e relações trabalhistas: CUTRR e OAB

Dia: 30/04/2013 – Fórum de Debate
Horário: 17 às 19 horas
Local: SINTER
Temas:
Realidade dos Servidores Públicos Federais: SINDSEP
Realidade dos Servidores Públicos Estaduais: SINTER

Dia: 01/05/2013 – PROGRAMAÇÃO LIVRE NOS SINDICATOS
Dia: 02/05/2013 – Oficina para dirigentes Sindicais

Horário: 9 às 11 horas
Local: CUTRR
Tema: Negociação Coletiva/campanha data-base 2013: CUTRR e DIEESE

Dia: 02/05/2013 – Fórum de Debate
Horário: 17 às 19 horas
Local: CUTRR
Tema: Reforma Urbana: Conselho Estadual das Cidades e EMHUR

Dia: 03/05/2013 – Fórum de Debate
Horário: 15 às 17 horas
Local: CUTRR
Temas:
Reforma agrária: FETAG
Regularização fundiária federal e estadual: Terra Legal e Roraima Legal

Dia: 04/05/2013 – Ato Público
Horário: 08 às 11 horas
Local: Praça do Centro Cívico RO
1/5: CUT apoiará e participará de atos dos Sindicatos (ex. Construção Civil). Educação em Greve Geral.

SANTA CATARINA
Além de atividades de sindicatos cutistas, o Dia do Trabalhador servirá para mobilizar os trabalhadores para a IV Marcha dos Catarinenses, que acontece no dia 8 de maio, em Florianópolis

SERGIPE
CUT/SE e seus 88 sindicatos filiados levarão seus banners, com imagens e mensagens de sua luta até os Arcos da Orla de Atalaia, em Aracaju, onde será distribuído a partir das 8h30 da manhã um panfleto com o texto unificado expondo um pouco da realidade das diferentes categorias de trabalhadores.

Em seguida, haverá encenação teatral e apresentação musical do grupo ‘Tambores da Esperança’ completam a programação da data marcada pela mobilização de trabalhadoras e trabalhadores em todo o mundo.

SÃO PAULO
“Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade” é o tema das comemorações de 1º de Maio que a Central Única dos Trabalhadores de São Paulo preparou.

30 de maio – Centro – Vale do Anhangabaú
Shows com Leci Brandão, Jorge Aragão, Fundo de Quintal, Marcinho do Cavaco, Katinguelê, Sampa Crew, Samprazer, Rapping Hood, Reinaldo – Príncipe do Pagode, Marcinho do Cavaco e Katinguelê

“Oficinas de reciclagem de lixo eletrônico”
Das 10h às 15h

Coleta de celulares para reciclagem
10h às 18H

Feira Gastronômica e Exposição de Produtos Agroecológicos
10h às 19h

1 de maio – Centro – Vale do Anhangabaú
Alceu Valença, Oswaldo Montenegro, Leonardo, Belo, Fernando & Sorocaba, Anitta, Turma do Pagode, Victor & Matheus, João Lucas & Marcelo e Mumuzinho

Zona Sul
As atividades terão início às 9h, na Avenida do Arvoreiro, altura do nº 395, no Parque das Árvores, em Cidade Dutra (em frente ao Extra da Av. Teotônio Vilela, próximo à estação de trem do Grajaú).

TOCANTINS
Mobilização com os trabalhadores Sem Teto (600 pessoas) está em programação. Sindicatos farão caminhadas, festas, e a CUT estará presente nos eventos das entidades, com Pauta de Reivindicação para Prefeito e Governador.

Anúncios

Trilha sonora do Farofa fa no calçadão do Batel

Publicado em

Uma das heranças de Ducci, a calçada de granito do Batel, será alvo de um bem humorado protesto no próximo domingo (05 de maio). A convocação do evento vem bombando nas redes sociais, tribos diversas estarão presentes. Os organizadores da “Farofada” prometem muita animação e criatividade. A calçada do “bairro chique” é o centro de uma polêmica na cidade, que se arrasta desde as eleições. A venda de farinha também aumentou na capital.  Confira a sugestão do Blog para a trilha sonora do agito.

Serviço

Local da concentração: Rua Bispo Dom José

Horário: 12 hs

Traje: banho ou esporte fino

Eleições 2014: Pesquisa indica liderança da oposição e desgaste de Beto Richa

Publicado em

Gleisi (PT) e Requião (PMDB):  Oposição na frente

O sono dos tucanos anda bastante pertubado no Paraná. A sondagem divulgada pela Paraná Pesquisa caiu como um míssil balístico no coração do poder, a sede de governo em Curitiba, o Palácio Iguaçu. A ordem é uma só: ninguém viaja e todos realizarão no feriado o processo de crítica e autocrítica coletiva. O comando tucano quer descobrir o que vai mal. É o esforço.

Os números são de amargar: a soma dos percentuais de Gleisi Hoffmann e Roberto Requião na pesquisa realizada mostra, tanto na Grande Curitiba como no interior do Estado, o desgaste político e administrativo do governador Beto Richa.

A oposição teria 51,20% dos votos em Curitiba contra 33,20% de Beto. Na Região Metropolitana, o placar aponta 55% contra 34,09%; e, no interior, 45,58% contra 43,84% do governador tucano.

PT na TV: 10 anos transformando o Brasil

Publicado em

 

Morreu o cientista do samba Paulo Vanzolini

Publicado em

Com pneumonia, Vanzolini estava internado em UTI desde quinta-feira (25). Criador do clássico ‘Volta por cima’, artista fez carreira em zoologia. 

 Do G1 São Paulo
 

O compositor e zoólogo Paulo Vanzolini, de 89 anos, morreu às 23h35 deste domingo (28), segundo o Hospital Israelita Albert Einsten. Com pneumonia extensa, ele estava internado desde quinta-feira (25) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do centro médico, localizado na Zona Sul de São Paulo.

A causa da morte ainda não foi divulgada. O corpo de Vanzolini era velado na manhã desta segunda-feira (29) no Hospital Albert Einstein e será enterrado no Cemitério da Consolação. Enterro e velório são fechados ao público.

Nascido em abril de 1924, Paulo Vanzolini é autor de composições clássicas como “Volta por cima”, “Ronda”, “Praça Clóvis” e “Na boca da noite”. Suas canções foram interpretadas por grandes nomes da MPB, como Miúcha, Chico Buarque, Paulinho da Viola, Martinho da Vila e Inezita Barroso.

O autor também tem carreira acadêmica renomada. Formado em Medicina no Brasil e com doutorado pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, foi diretor do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (USP), onde trabalhou por mais de 40 anos. Em 2008, doou o acervo de sua biblioteca, com mais de 25 mil itens – incluindo obras raras, periódicos e mapas – ao museu. Segundo o governo de São Paulo, o valor do acervo é estimado em US$ 300 mil.

Foi premiado pela Ordem Nacional do Mérito Científico com a classe Grã-Cruz por sua contribuição na área das Ciências Biológicas. Pelo mesmo motivo, recebeu também um prêmio da Fundação Guggenheim, de Nova York.

A vida dupla de compositor e cientista de Vanzolini foi tema de documentário “Um homem de moral”, de 2009. A obra do cineasta Ricardo Dias registra os preparativos para um show realizado em 2003 no Sesc Vila Mariana. Com o mesmo diretor, Vanzolini filmou outros dois documentários, ambos sobre sua vida na área científica.

Entre suas publicações estão “Tempos de cabo” (1981) e “Lira” (1952). A discografia conta com discos como “Onza sambas e uma capoeira”, de 1967, com 12 composições interpretadas por artistas como Chico Buarque, Adauto Santos, Luiz Carlos Paraná e Mauricy Souza e com arranjos de Toquinho. Outro álbum lançado por Vanzolini é “Por ele mesmo”, que saiu em 1981 e foi o primeiro no qual ele também cantou.

Opinião ## É bom ampliar o número de tribunais

Publicado em

André Vargas: Novos tribunais, mais celeridade à Justiça

Por André Vargas*

Ganhar e não levar. Essa deve ter sido da sensação de um servidor público aposentado de Minas Gerais, que esperou por 14 anos o julgamento de um processo e, embora tenha ganhado, faleceu sem ver o cumprimento da sentença. O servidor em questão iniciou no dia 11 de março de 1995, na Justiça de seu Estado, um processo reivindicando do órgão em que trabalhou a correção de seus proventos.

Três anos mais tarde, após um recurso, o processo foi para o Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, em Brasília, uma vez que em Minas Gerais não há TRF. Devido à demanda daquele tribunal o processo lá permaneceu por 11 anos. O que faltou nesse caso? Não faltou tecnicidade. Faltou celeridade.Bem, o aposentado teve atendida sua reivindicação, mas faleceu em 2012, antes da execução da sentença. Ele era apenas mais um num tribunal em que 24 desembargadores (três não julgam por serem o presidente, o vice e o corregedor) atendem uma população de 71 milhões de pessoas de 13 estados e do Distrito Federal.
A Emenda Constitucional aprovada pelo Congresso Nacional que criou quatro TRFs diminuirá a sobrecarga no segundo grau de jurisdição, e, portanto, situações como o do exemplo acima. Em decorrência da reduzida quantidade de tribunais de segunda instância, do número de desembargadores e da elevada demanda processual, o saldo de processos pendentes no fim de 2011 era de cerca um milhão nos TRFs. Na 1ª região, no mesmo ano, cada um dos 24 desembargadores tinha 16 mil casos para julgar.
O resultado desse acúmulo é o atraso no julgamento dos processos, causando no cidadão que procura o Judiciário uma sensação de ter sido abandonado pelo Estado. Isso faz com que os TRFs deixem de cumprir o princípio da duração razoável do processo e da eficiência da administração pública. Àqueles que criticam a criação dos quatro novos TRFs, vale lembrar que houve tempo suficiente para propor soluções, uma vez que a proposta (PEC 544/2002) tramitou no Congresso por mais de dez anos.De 1987 até 2013, o número de juízes federais no 1º grau cresceu 668%, passando de 277 para 2.129. O número de integrantes do 2º grau, desde a criação dos cinco tribunais regionais federais em 1989 até 2013, cresceu somente 89%, passando de 74 para 139 desembargadores. Já a Justiça do Trabalho, em 2011, contava com 2.700 juízes e 487 desembargadores.

Comemoremos a ampliação do número de tribunais, a celeridade que faltava à Justiça.

deputado federal (PT-PR) e vice-presidente da Câmara Artigo publicado no Site do PT-Nacional

14° Roda de Samba da Tradição na Sociedade Operária 13 de Maio

Publicado em

Postado por Brenda Maria  sambatradiçao.blogspot.com.br

 
Arte: Guilherme Caldas (Candyland)

Roda em reconhecimento ao trabalho e talento da velha-Guarda do Samba de Curitiba. Homenageadas desta edição

Luci Corrêa

Maria Luci Corrêa tomou gosto pela musicalidade já na adolescência, quando participava de um grupo de coral. Seu primeiro ano no carnaval foi em 1983, como componente de comissão de frente da Embaixadores da Alegria. No ano seguinte, passou a ser responsável pela coreografia da comissão.
São mais de 15 anos e várias notas 10. Em 1990 participou do curso de “Artes Carnavalescas” voltado para o carnaval de Curitiba e ofertado pela Fundação Cultural.
De 1997 para cá, compôs a ala de Harmonia da Acadêmicos da Realeza, Unidos de Colombo e Leões da Mocidade. Hoje faz parte da escola de samba Mocidade Azul na ala de harmonia.

Juçara  Santos

Nascida no Rio de Janeiro,chegou em Curitiba em 1974. Com composições de Claudio Ribeiro e Homero Reboli (compositores curitibanos) deu seus primeiros passos na carreira de cantora. Apresentou-se com o grupo “Batuque é Samba Show” com seus irmãos e primos, além de sambistas da cidade. Com este grupo trouxe a raiz do samba no modo carioca com cadência e muito molho. Em 1984 participou de um intercâmbio cultural em Ohio, Estados Unidos na cidade de Midletown representando o Brasil. Participou dos carnavais como primeira intérprete da Mocidade Azul, Embaixadores da Alegria e Colorado.

Serviço

Local: Sociedade  Operária 13 de Maio
Rua Clotário Portugal 274 – São Francisco
Abetura da casa  às 14H 
Início da Roda – 15H
Término da Roda – 19H30
Samba em vinil . Wellington Negão
Entrada: R$ 5,00
%d blogueiros gostam disto: